Pular para o conteúdo principal

PIONEIROS DO ARRAIAL DO OURO 22 - MENDES TEIXEIRA

Por José Aluísio Botelho e Eduardo Rocha


Sobrenome originário do Concelho de Amarante, distrito do Porto. João Mendes Teixeira, da freguesia de Santa Maria de Fregim, casado em 13/04/1722 na igreja de São João Batista de Louredo, com Joana Teixeira, natural desta freguesia de
Louredo, ambas do Concelho de Amarante, distrito do Porto.
Igreja de Louredo - Casamento dos pais

Tiveram, dentre outros, o filho João Mendes Teixeira, que veio para as Minas do Paracatu, aonde casou com Joana da Costa da Conceição, natural da freguesia de Santo Antonio do Urubu, Bispado da Bahia, filha de Manoel de Sousa Luciano e de Luciana da Costa, também naturais dali.
As minas de ouro do pioneiro

A descendência

1 João Mendes Teixeira e Joana da Costa da Conceição, tiveram os filhos, nascidos e batizados na capela do arraial de São Sebastião, da freguesia de Santo Antonio da Manga das Minas do Paracatu, que descobri:
1.1 Antonio Mendes Teixeira, batizado em setembro de 1765; adiante;
Batismo de Antonio - Matriz de Santo Antonio da Manga
1.2 Manoel Mendes Teixeira, batizado em 29/10/1767; sem mais notícias;

1.3 Tomé Mendes Teixeira, nascido em 21/12/1774; adiante;
Batismo de Tomé - Matriz de Santo Antonio da Manga
1.4 Maria Mendes Teixeira, adiante;
1.5 Teodósio Mendes Teixeira, adiante;
1.6 Agostinho Mendes Teixeira, adiante;
1.7 Felipe Mendes Teixeira, adiante;
1.8 Perpétua Mendes Teixeira, adiante;
1.9 João Mendes Teixeira, batizado em 31/01/1776, sem mais notícias;
Batismo de João - Matriz de Santo Antonio da Manga
 1.1 Antonio Mendes Teixeira, batizado em 1765 e falecido em 20/01/1833; casado com Maria Pereira do Nascimento.
Inventário: 2ª Vara 1837.
Filho de Joana da Costa Conceição.
0bs.: o presente
inventário foi feito sobre os bens da viúva Joana da Costa da Conceição, indicando que apos seu falecimento não foi feito inventário.
Fazenda Moreiras - situada na vila São Pedro -
região das Camarinhas.

filhos:

1-1-1 Serafim Mendes Teixeira. Casou três vezes: 1ªvez foi casado com Maria Furtado de Mendonça.

"Diz Serafim Mendes Teixeira, filho legitimo e co-herdeiro dos falecidos Antonio Mendes Teixeira, e sua Mulher Maria Pereira do Nascimento que morrendo por ultimo o dito seu pay, há 4 annos, deixou sua fazenda chamada Moreira, sito na Ribeyra de S. Pedro, com a extenção de meia legoa de comprido e meio de largo; e como ficarão 6 filhos irmãos germanos do suplente, em lugar competente, declara todos maiores, e os cinco netos de Joanna da Conceição Costa, avó do suplente, de que foi proviniente a dita fazenda, cujos filhos morerrão, e deixarão foi nettos da dita fallecida, entre os que há hum de 18 annos do finado Theodosio Mendes, por se não haver procedido o inventario tem havido entre alguns herdeiros duvidas que o suplente como herdeiro mais velho, que serve de cabeça de casal, fazer inventariar a dita fazenda para se dividir entre os herdeiros interresados, como for possivel, e que para tão diminutos bens se deve evitar exesiva despesa. requer a v.s. se sirva mandar, que icomendados 2 homens fazendeiros inteligentes avaliem a dita fazenda, para apresentarem seus laudos no inventario. e o suplente e parte dos herdeiros nomeia já a João José de Araujo Caldas, ou Antonio Joaquim de Negreiros, para ?, for servido nomear por parte do juiso procederão na dita avaliação. Paracatu do Principe O4 de Fevereiro de 1837"

Filhos:

1-1-1-1 Geraldo Mendes Teixeira, casado com Honorata Lopes da Silva; casamento realizado em 14/06/1848;

"Aos quatorze de junho de mil oitocentos e quarenta e oito na capella do Amparo, que interinamente serve de matriz desta freguezia de Santo Antonio da Manga Cidade de Paracatu, Bispado de Pernambuco, corridos os banhos, sem impedimento, e preparados com os sacramentos da Penintencia e Eucharistia, em presença do reverrendissimo parocho, provisor e visitador Miguel Archanjo Torres, se receberão em matrimonio por palavras de presente Geraldo Mendes Teixeira, pardo, de idade de vinte e quatro annos, que vive de lavoura, com Honorata Lopes da Silva, parda de idade de dezeseis annos, o nubente é filho legitimo de Serafim Mendes Teixeira e Maria Furtado Nascimento, e a nubente filha legitima de Saturnino Lopes da Silva, já defunto, e Eugenia Pereira de Santa Anna , todos desta freguesia, e residentes no distrito do Ribeirão de São Pedro, lhes deo as bençãos nupciais na forma do ritual Romano, observando em tudo o rito, e disposiçõens Canonicas, cujo assento assignado, pelo dito Reverendissimo Parocho, Provisor e Visitador e pelas testemunhas Francisco Antonio de Assis e Adão da Costa Cardoso, aqui transcrevi, e assigno. O Parocho Coadjutor José de Moira Barbosa."

1-1-1-1-1 Eugênia Mendes Teixeira, casada com Saturnino Mendes Teixeira, filho de José Mendes Teixeira e de Jesuína Venância Moreira; casamento
realizado em 24/07/1889;

1-1-1-2 Maria Mendes Teixeira, nascida em 08/09/1814 e batizada em 26/12/1814; casada em 13/06/1836 com Alberto Pereira Maia, filho de Alberto Pereira Maia e de Ana Pereira de Sousa;


1-1-1-3 Antonia Mendes Teixeira, nascida em 22/08/1816 e batizada  em 27/12/1816, sem mais notícias;

2ªvez com Maria Mendes Teixeira; filha:

1-1-2-1-3 Rosa Mendes Teixeira, casada com João Lopes da Cruz, filho de Pedro Lopes da Silva e de Sebastiana Maria Netto; casamento realizado em 02/10/1853.


3ªvez com Eugênia Pereira de Sant’Ana. Não foi encontrada a descendência deste casamento.
"Aos vinte e tres de abril de mil oitocentos e quarenta e seis na Capella do Amparo, que estava de matriz nesta freguezia de Santo Antonio da Cidade de Paracatu do Bispado de Pernambuco, feitas as denunias de estillo, depois de confessados , sacramentados, e examinados na doutrina christam recebi em matrimonio por palavras de presente aos nubentes Serafim Mendes Teixeira, pardo de idade de cincoenta e quatro anos, viuvo da finada Maria Furtada, com Eugenia Pereira de Santa Anna, tambem viuva, filha legitima de José Pereira e Joanna Ferreira: forão testemunhas Manoel José de Araujo, e Francisco Lopes de Oliveira, todos desta freguezia. de que para constar fez este assento que assigno. Miguel Archanjo Torres.”

1-1-2 Pedro Mendes Teixeira, casado com Francisca Gonçalves.

Filho:

Leia mais

1-1-2-1 José Mendes Teixeira. Casou em 25/06/1850 com Ana Maria Ferreira, filha natural de Angélica Machado Diniz;

1-1-3 Antonio Mendes Teixeira, casado com Tereza Maria.

Filha:

1-1-3-1 Thomázia Mendes Teixeira, casada com Sebastião José dos Santos.

"Aos dez de janeiro de mil oito centos e quarenta e sete annos, nesta freguezia de Santo Antonio da Manga Bispado de Pernambuco, depois de feitas as diligencias do estillo o reverendissimo padre Antonio Fernandes da Cruz por comissão Parochial, juntou em matrimonio por palavras de presente aos nubentes Sebastião José dos Santos de idade de trinta e cinco annos, filho natural de Elena Marques da Cunha, viuvo que ficou de Joaquina Angelica, com Tomazia Mendes Teixeira, parda de idade de vinte e tres annos, filha legitima de Antonio Mendes Teixeira e Tereza Mª, já falecida, presente as testemunhas Manoel José de Araujo e João Evangelª de Araujo, todos naturais desta freguesia de Santo Antonio Cidade de Paracatu, logo lhes dêo as bençõens nupciais na forma do Ritual Romano, de que para constar fis este assento que assigno. Miguel Archanjo Torres.”

1-1-4 Francisco Mendes Teixeira, casado com Catarina de Sousa.

Filho:

1-1-4-1 Maria Mendes Teixeira. Casa-se com Atanásio Teixeira, filho de Manoel Teixeira, falecido e de Thereza Mendes, em 30/10/1853;

1-1-5 Maria Mendes Teixeira. Casou duas vezes: 1ªvez foi casada com Nicolau de Oliveira Braga, filho de Teodósio de Oliveira Braga e de Maria Pereira de Amorim; casamento realizado em 20/08/1823;

2ªvez foi casada com Francisco Pereira da Silva, viúvo de Perpétua Maria do Espírito Santo; casamento realizado em 01/11/1833;

1-1-6 Rita Mendes Teixeira, casada com Benedito Lopes da Silva em 06/08/1848.

"Aos seis de agosto de mil oitocentos e quarenta e oito na fazenda do Bahú em desobriga da Ribeira de Sam Pedro desta freguesia de Santo Antonio Cidade de Paracatu comarca eclesiastica da Manga Bispado de Pernambuco feitas as deligencias de estillo na forma do sagrado concilio trindentino sem resultar impedimento algum depois de confessados e
sacramentados e examinados em doutrina christam em minha presença
e das testemunhas Francisco Lopes de Oliveira e Francisco Rodrigues do Espirito Santo se receberão em matrimonio por palavras de presente os nubentes Benedicto Lopes da Silva, criollo de idade de quarenta annos, filho nactural de Bernarda, escrava de Antonio Lopes da Silva, já falecida com Ritta Mendes Teixeira, parda, de idade de trinta e oito annos, filha legitima de Antonio Mendes Teixeira e Maria Pereira do Nascimento, todos nacturais e moradores neste distrito. logo lhes dei as bençõens na forma do ritual romano observando em tudo o rito e disposiçõens canonicas e para constar fiz este assento que assigno. Miguel Archanjo Torres."

1-1-7 Matheus Mendes Teixeira, casado 1ªvez com Joana de Sousa Ferraz.

Filha:

1-1-7-1 Antonia Mendes Teixeira, casada com Antonio Francisco da Penha, filho de Francisco da Penha Delgado e de Florinda Pereira de Mendonça; casamento realizado em 18/06/1854;

"Diz Serafim Mendes Teixeira, filho Legitimo dos falecidos Antonio Mendes Teixeira, e sua mulher Maria Pereira do Nascimento, que achando-se o suplente arranchado em uma parte de terras , pertencente ao casal de finados, no lugar chamado as Camarinhas com corrego e vivenda, plantaçoens e principio do rego para tirar agoa, a contece que hum co-herdeiro de nome Matheus Mendes Teixeira, irmão do suplente, que não tem parte alguá nas ditas terras, e havendo vendido a parte que lhe podia tocar a José de Araujo Caldas..."

1-2 Manoel Mendes Teixeira, batizado em 1766, sem mais notícias;

1-3 Tomé Mendes Teixeira, nascido em 21/12/1774. Nome da esposa é ignorado.

Filhos:

1-3-1 Maria Mendes Teixeira, casada com Francisco Gonçalves dos Santos.

Filho:

1-3-1-1 Francisco Mendes dos Santos, casado em 15/07/1858 com Inocência Gonçalves da Silva, filha de Domingos Gonçalves da Silva e de Maria Rodrigues Barbosa;

1-4 Maria Mendes Teixeira, falecida; casada com Luiz Teixeira.

Filhos:

1-4-1 João Mendes Teixeira;

1-4-2 Constantino Mendes Teixeira;

1-4-3 Jacinta Mendes Teixeira;

1-4-4 Silvério Mendes Teixeira, falecido por volta de 1899; casado com Tertuliana Maria Carneiro;
Inventário: 1ª Vara cx. I-14.
Obs.: devido ao estado precário do inventário, os dados coletados podem sofrer alteração.
Partes nas fazendas: Taquaril, Rio Claro, Riacho Fundo, Palmeira, Santa Maria e Rio Preto.

Filhos:

1-4-4-1 Maria Carneiro da Purificação;

1-4-4-2 Tertuliano Mendes Teixeira.


Filhos:

1-4-4-2-1 Josefina Mendes Teixeira;

1-4-4-2-2 Otto Mendes Teixeira;

1-4-4-2-3 Tertuliana Mendes Teixeira;

1-4-4-2-4 José Mendes Teixeira;

1-4-3-3 Antonia Maria Carneiro, casada com José Borges Carneiro;

1-4-5 Severo Mendes Teixeira, casado com Bernarda Pereira da Silva.

Filho:

1-4-5-1 Euzébia Mendes Teixeira, casada em 04/02/1853 com Manoel Teodoro Moreira, filho de Manoel Teodoro Rodrigues e de Felizarda Correia de Oliveira;

1-4-6 Sabino Mendes Teixeira, com 25 anos; casado em 13/01/1842 com Thomázia Ribeiro, filha de Euzébio Ribeiro e de Luíza Francisco do Nascimento;

1-4-7 Severino Mendes Teixeira;

1-4-8 Francisco Mendes Teixeira;

1-5 Teodósio Mendes Teixeira, falecido em 24/08/1824; casado com Francisca Pinto Brandão ou Francisca Maria do Espírito Santo. Moradores no sítio Moreira.
Conforme Inventário: 2ª Vara cx. 1833.

Filhos:

1-5-1 Eleutério Mendes Teixeira, 34 anos; falecido em 04/07 de 1888; casado com Jacinta Mendes dos Santos;
Inventário: 2ª Vara cx. 1888.

Filhos:

1-5-1-1 Maria Mendes Teixeira, viúva de José Pereira de Sant’Ana;

1-5-1-2 José Mendes Teixeira ou José Severino Mendes Teixeira, falecido em 18/06/1909.
Inventário: 2ª Vara cx. 1910.
Casado duas vezes:

1º matrimônio com Inês Barbosa de Brito, filha de João Barbosa de Brito e de Custódia Maria de Jesus. Casamento realizado em 24/02/1867. Moradores na fazenda Pindaíbas.

Filhos:

1-5-1-2-1 Romana Mendes Teixeira, casada com Antonio Pereira de Sant’Ana, falecidos.

Filhos:

1-5-1-2-1-1 Maria Pereira de Sant’Ana, 25 anos;

1-5-1-2-1-2 Ignez Pereira de Sant’Ana, 20 anos;

1-5-1-2-1-3 Catarina Pereira de Sant’Ana, 18 anos;

1-5-1-2-1-4 Carolina Pereira de Sant’Ana, 13 anos;

1-5-1-2-1-5 Pedro Pereira de Sant’Ana, 11 anos;

1-5-1-2-2 Genoveva Mendes Teixeira, falecida por volta de 1910; casada com Pedro de Araújo Mesquita;

1-5-1-2-3 Izidora Mendes Teixeira, falecida; casada com Manoel Mendes Nascimento. Fazenda Salobro. Inventário: 1ªVara cx. I-22.

Filhos:

1-5-1-2-3-1 Cecílio Mendes Nascimento, 18 anos;

1-5-1-2-3-2 Maria Mendes Nascimento, 17 anos;

1-5-1-2-3-3 Ritta Mendes Nascimento, 15 anos;

1-5-1-2-3-4 Victor Mendes Nascimento, 13 anos;

1-5-1-2-3-5 Francisco Mendes Nascimento, 12 anos;

1-5-1-2-3-6 Nélson Mendes Nascimento, 7 anos;

1-5-1-2-3-7 Araci Mendes Nascimento, 5 anos;

1-5-1-2-3-8 Miguel Mendes Nascimento, 2 anos;

1-5-1-2-3-9 Aléria (?) Mendes do Nascimento, 3 anos;

Leia mais
1-5-1-2-4 Virgínio Mendes Teixeira, casado com Romana Mendes dos Santos;

1-5-1-2-5 Manoel Mendes Teixeira, falecido em 06/1909; casado com Tomásia de Paiva Severino ou Cirino.
Inventário: 2ª Vara cx. 1913.

Filhos

1-5-1-2-5-1 Pedro Mendes Teixeira, 13 anos;

1-5-1-2-5-2 José Mendes Teixeira, 9 anos;

1-5-1-2-5-3 Antonio Mendes Teixeira, 6 anos; casado com Maria Pereira de Sant’Ana.

Filho:

1-5-1-2-5-3-1 Lúcio Mendes Teixeira, casado com Francisca Caetano da Rocha, falecida em 08/01/1946. Fazendas Barreiros, Manda Saia e Sicuri.
Inventário: 1ª Vara cx. I-60.

Filhos:

1-5-1-2-5-3-1-1 Joventina Mendes Teixeira, 14 anos;

1-5-1-2-5-3-1-2 Angelina Mendes Teixeira, 12 anos;

1-5-1-2-5-3-1-3 Alírio Mendes Teixeira, 13 anos;

1-5-1-2-5-3-1-4 Antonio Mendes Teixeira, 11 anos;

1-5-1-2-5-3-1-5 Saul Mendes Teixeira, 9 anos;

1-5-1-2-5-3-1-6 Bárbara Mendes Teixeira, 7 anos;

1-5-1-2-5-3-1-7 Dorei Mendes Teixeira, 6 anos;

1-5-1-2-5-3-1-8 Zaida Mendes Teixeira, 4 anos;

1-5-1-2-5-3-1-9 Antero Mendes Teixeira, 2 anos;

1-5-1-2-5-3-1-10 Lindora Mendes Teixeira, 1 ano;

------------------------------------------------------------
1-5-1-2-5-4 Lindolfo Mendes Teixeira, 5 anos;

1-5-1-2-6 Judetina Mendes Teixeira, casada com Benedito Mendes Teixeira;

2º Matrimônio com Maria Severino Gonçalves.

Filhos:

1-5-1-2-7 João Mendes Teixeira, 16 anos; casado com Argemira Macedo Guimarães, falecida em 02/02/1943. Fazenda Chorama ou Chora Má.
Inventário: 1ª Vara cx. I-65.
Obs.: idades referidas no inventário do pai.

Filhos:

1-5-1-2-7-1 Maria de Lourdes Mendes Teixeira, 23 anos;

1-5-1-2-7-2 Modesto Mendes Teixeira, 22 anos;

1-5-1-2-7-3 Jaci Mendes Teixeira, 21 anos;

1-5-1-2-7-4 Maria Mendes Teixeira, 15 anos; casada com Maximiano Alves Assunção, falecido em 08/12/1950. Moradores na fazenda Claro. Sem descendentes.
Inventário: 2ª Vara cx. 1952.

1-5-1-2-7-5 Irtis Mendes Teixeira, 13 anos;

1-5-1-2-7-6 Francisco Mendes Teixeira, 11 anos;

1-5-1-2-7-7 Martinha Mendes Teixeira, 9 anos;

1-5-1-2-7-8 Lucília Mendes Teixeira, 7 anos;

1-5-1-2-7-9 Nilda Mendes Teixeira, 2 anos;

----------------------------------------------------------------
1-5-1-2-8 Julieta, 14 anos;

1-5-1-2-9 Martinha, 10 anos;

1-5-1-2-10 Levina, 9 anos;

1-5-1-2-11 João Evangelista, 7 anos;

1-5-1-2-12 Maria, 3 anos;

1-5-1-2-13 Sebastiana, 2 anos;

1-5-1-2-4 José, 6 meses;

1.5.1.3 Francisco Mendes Teixeira ou Francisco de Paula Mendes Teixeira (conforme consta no inventário), falecido em 29/08/1903; casado com Maria Francisca do Nascimento. Proprietários de partes nas fazendas Pindaíbas, Canabarro, Curral do Fogo, Larga do Manoel Luiz.
Inventário: 2ª Vara cx. 1905.

Casou duas vezes:

1º Leito com Maria Mendes dos Santos, falecida em 18/05/1887.
Inventário: 2ª Vara cx. 1903/1904.

Filhos:

1-5-1-3-1 Manoel Mendes Teixeira, 29 anos, Sandeu(sic);

1-5-1-3-2 Targino Mendes Teixeira, 27 anos, sandeu (idiota, demente, louco);

1-5-1-3-3 Virgínia Mendes Teixeira, 25 anos, sandeu;

1-5-1-3-4 Benedito Mendes Teixeira, 22 anos, solteiro;

1-5-1-3-5 Antonio Mendes Teixeira, 17 anos, idiota;

2º Leito com Maria Francisca do Nascimento.

Filhos:

Obs.: idades referidas no inventário do pai.

1-5-1-3-6 Martinha Mendes Teixeira, 12 anos; casada com Guilherme da Silva Pereira, falecido em 02/01/1944, filho de Virgínio da Silva Pereira e de Antonia de Araújo Mesquita; casamento realizado em 30/10/1907.
Inventário: 2ª Vara cx. 1952.

Filhos:

1-5-1-3-6-1 Maria da Silva Pereira;

1-5-1-3-6-2 Laura da Silva Pereira;

1-5-1-3-6-3 Francisco da Silva Pereira;

1-5-1-3-6-4 Salvador da Silva Pereira;

1-5-1-3-6-5 Maria Dolores da Silva Pereira, 15 anos;

1-5-1-3-6-6 Rodolfo da Silva Pereira, 14 anos;

1-5-1-3-6-7 Lindolfo da Silva Pereira, 12 anos;

1-5-1-3-7 Jovelina Mendes Teixeira, 11 anos;

1-5-1-3-8 Inês Mendes Teixeira, 10 anos;

1-5-1-3-9 Sebastião Mendes Teixeira, 5 anos;

1-5-1-3-10 Joviano Mendes Teixeira, 4 anos;

1-5-1-3-11 Jacinta Mendes Teixeira, 2 anos;

1-5-1-4 Manoel Adão Mendes Teixeira, casado com Joaquina Alves Ribeiro, falecida.

Filhos:

1-5-1-4-1 Marciana Mendes Teixeira, casada com João Barbosa de Brito;

1-5-1-4-2 Antonio Mendes Teixeira, 19 anos;

1-5-1-4-3 Joana Mendes Teixeira, 14 anos, idiota;

1-5-1-4-4 Maria Mendes Teixeira, 11 anos;

1-5-1-4-5 Manoel, 9 anos; Manoel Mendes Teixeira, falecido em 08/02/1930. Foi casado com Rosalina Francisco Pires.
Inventário: 2ª Vara cx. 1930.

Filhos:

1-5-1-4-5-1 Luiz Mendes Teixeira, 20 anos, mentecapto; falecido em 08/10/1941, sem descendência. Morador na Fazenda Estiva.
Inventário: 2ª Vara cx. 1941.

1-5-1-4-5-2 Josefina Mendes Teixeira, 16 anos;

1-5-1-4-5-3 Laura Mendes Teixeira, 9 anos;

1-5-1-5 Anna Teixeira d'Abadia, casada com Pedro Pereira de Sant’Anna, filho de José Pereira de Sant’Anna e de Matildes Pereira da Silva.

1-5-2 Eufrásia Mendes Teixeira, casada com Guilherme da Silva;

1-5-3 Thereza Mendes Teixeira, casada com Manoel Pereira Barbosa ou Manoel Teixeira Barbosa, falecido por volta de 1839.
Inventário: 1ª Vara cx. I-02.

Filhos:

1-5-3-1 Antonia Teixeira Barbosa, 22 anos;

1-5-3-2 Horácio Teixeira Barbosa, falecido;

1-5-3-3 Luíza Teixeira Barbosa, falecida;

1-5-4 Anna Mendes Teixeira, nascida em 22/03/1816; foi casada com Alexandre Barbosa de Brito.

Filha:

1-5-4-1 Romana Barbosa de Brito, casada com Justino de Araújo Caldas, filho de José de Araújo Caldas e de Justiniana Maria Gonçalves. Casamento realizado em 10/09/1854;

1-5-5 Paulino Mendes Teixeira, nascido em 27/06/1814 e batizado em 06/08/1814 na matriz de Santo Antonio do Paracatu do Príncipe, filho de Teodósio Mendes Teixeira e de Francisca Pinto Brandão. Casado em 27/10/1854 com Thomásia Mendes Teixeira, filha de Antonio Mendes Teixeira e de Maria de Araújo ou Tereza Maria.

Filho:

1-5-5-1 Saturnino Mendes Teixeira, casado com Laurinda de Oliveira Braga, filha de Anastácio de Oliveira Braga e de Francisca do Nascimento.

1-5-6 Simoa Mendes Teixeira, 15 anos, solteira;

1-5-7 Thomázia Mendes Teixeira, 11 anos;

1-5-8 Luzia Mendes Teixeira, casada com José de Oliveira;

1-5-9 José Mendes Teixeira 36 anos; casado com Jesuína Venâncio.

Filho:

1-5-9-1 Josefa Mendes Teixeira, casada com Hilário Rodrigues D'abadia, falecido em 01/03/1936; fazenda Bahú.
Inventário: 1ª Vara cx. I-48.

Filhos:

1-5-9-1-1 Benjamin Rodrigues D'abadia, 15 anos;

1-5-9-1-2 Benedita Rodrigues D'abadia, 13 anos;

1-5-9-1-3 Maria Rodrigues D'abadia, 11 anos;

1-5-9-1-4 Sancha Rodrigues D'abadia, 8 anos;

1-6 Agostinho Mendes Teixeira, casado com Brígida Moreira; filhos:

1-6-1 Manoel Mendes Teixeira;

1-6-2 Maria Mendes Teixeira, foi a segunda esposa de Serafim Mendes Teixeira.

Filha:

1-6-2-1 Rosa Mendes Teixeira, casada com João Lopes da Cruz, filho de Pedro Lopes da Silva e de Sebastiana Maria Netto; casamento realizado em 02/10/1853.

1-6-3 Agostinho Mendes Teixeira, casado com Simoa Maria da Costa;

Filha:

1-6-3-1 Ana Mendes Teixeira, casada com Spiridião Pereira ou Ferreira de Moura, filho de Bernardo Ferreira de Moura e de Ana Pereira do Carmo; casamento realizado em 08/08/1854;

1-6-5 Anna Mendes Teixeira, casada com Manoel Alves de Figueiredo;

"Aos cinco de maio de mil oitocentos e vinte e tres na fazenda Moreira, Ribeira do Januario desta freguezia de Santo Antonio da Villa do Paracatu, comarca da Manga Bispado de Pernambuco, andando em acto de desobriga de Licença Parochial O Reverendo José Leonardo de Sousa, corridos os banhos, e sem impedimento, recebeo em matrimonio por palavras de presente a Manoel Alves de Figueiredo, filho Legitimo de José Alves de Figueiredo, e de Rosa Maria de Figueiró, natural e baptizado na freguezia de São Romão, com Anna Mendes Teixeira, filha legitima de Agostinho Mendes Teixeira e Brigida Moreira, natural desta Freguezia de Paracatu, lhes deo as bençãos nupciais na forma do Ritual Romano, observando o que determina o Sagrado Concilio Tridentino, Constituição Diocesana, a que assistirão as testemunhas Manoel Severino, Manoel Gonçalves de Mattos e outros, de que para constar mandei fazer este assento que assignei. Joaquim de Mello Franco"

Filho:

1-6-5-1 Maria Alves de Figueiredo, casada com José Esteves de Campos;

"Aos vinte e oito annos de novembro de mil oitocentos e cincoenta e quatro, feitas as diligencias de estillo, na Igreja Matriz desta Freguezia de Santo Antonio da Manga Bispado de Pernambuco o Reverendissimo Senhor Provisor na presença das testemunhas Francisco
José Leandro
e Manoel Caldeira Brantes, Juntou em matrimonio por palavras de presente aos nubentes José Esteves de Campos, pardo, de idade de vinte e tres annos, filho Legitimo de José de Campos e Ignes D'assumpção Cortes, com Maria Alves de Figueiredo, parda vinte annos, filha legitima do finado Manoel Alves de Figueiredo e Anna Mendes Teixeira, todos desta freguezia e logo lhes deo as bençãos nupciais na forma do Ritual Romano. de que para constar fez este assento que assigno. Miguel Archanjo Torres."

1-6-5-1 Joaquim Alves de Figueiredo, casado com Eleutéria de Oliveira Barreiros, filha de João de Oliveira Barreiros e de Antonia Pereira de Brito. (Vide Oliveira Barreiros).


1-6-6 Brízida Mendes Teixeira, falecida, casada com N.

Filha:

1-6-6-1 Victória Mendes Teixeira, casada com Bernardo Francisco do Nascimento.

Filho:

1-6-6-1-2 Francisco Manoel do Nascimento, 44 anos, viúvo; casado com Simplícia de Oliveira Braga,20 anos, filha de Rosalina de Oliveira Braga; casamento realizado em 08/09/1914.

1-7 Felipe Mendes Teixeira, falecido por volta de 1815; casado com Mônica da Silva Galvão ou Galrão; moradores no sítio Gouveia;
Inventário: 2ª Vara cx. 1815/1816.

Filhos:

1-7-1 Sebastiana Mendes Teixeira, 28 anos; casada com João Gonçalves Borja;

1-7-2 Manoel Mendes Teixeira, 27 anos;

1-7-3 Ana Mendes Teixeira, 24 anos; casada com José Pereira dos Santos;


1-7-4 Josefa Mendes Teixeira, 16 anos;

1-7-5 Mariana Mendes Teixeira, 9 anos;

1-8 Perpétua Mendes Teixeira, casada com Ricardo José Vasco.
"Aos trinta de dezembro de 1828 na fazenda da Serra Ribeira do Rio Preto, desta Freguezia de Santo Antonio da Manga Cidade de Paracatu, andando em desobriga, de Licença Parochial, o Reverendo José Leonardo de Sousa , corridos os banhos, e sem impedimento algum, e com prudencia dos Sacramentos da Penintencia, e Eucharistia, recebeo em matrimonio por palavras de presente a Luiz José Vasco e Mello, filho legitimo de Ricardo José Vasco, falecido, e de Perpetua Mendes Teixeira, com Maria do O´, filha natural de Maria dos Santos, naturais desta freguesia, e lhes deo as bençãos nupciais, observando o disposto pelo Sagrado Concilio Tridentino, a que assistirão Pedro Rodrigues Val, e Calixto José dos Reis Calçado. de que para constar mandei fazer este assento que assignei. Joaquim de Mello Franco"

Filho:

1-8-1 Luiz José Vasco e Mello casado com Maria do Ó.


1-9 João Mendes Teixeira; sem mais notícias.


Fontes:
1 Inventários referidos no texto, sob a guarda do Arquivo Municipal Olímpio M. Gonzaga de Paracatu;
2 Livros paroquiais da matriz de Santo Antonio da Manga de Paracatu.






Postagens mais visitadas

SÉRIE - PIONEIROS DO ARRAIAL DO OURO 18 - NETTO SIQUEIRA

Por José Aluísio Botelho Eduardo Rocha
A família Netto de Siqueira iniciada nos primórdios do arraial de Paracatu, derivam pela linha materna dos Netto Carneiro Leão, e que exemplifica o caldeamento racial na Paracatu colonial, ou seja, a união entre o branco europeu e o negro africano. Como dito acima, são aparentados dos Netto Carneiro Leão, descendentes do português Antonio Netto Carneiro Leão, que teve a filha natural Maria Netto Carneiro Leão com uma ex-escrava, alforriada por ele, como veremos adiante (imagem de batismo de Antonia), que, por dedução, de acordo com a idades dos filhos, deve ter nascido nas primeiras décadas da povoação, por volta de 1755, pouco mais ou menos, e portanto antes do casamento legítimo do capitão Antonio Netto Carneiro Leão com Ana Maria Lemes.
                      O CASAL TRONCO E SUA DESCENDÊNCIA
1. Maurício Tavares de Siqueira, filho natural de Joaquim Tavares de Siqueira e de Joana da Costa, preta mina, nascido na fazenda dos Quirinos, ribeira do Ri…

LENDAS DO BRASIL CENTRAL 1 - CRÔNICAS INÉDITAS DE OLYMPIO GONZAGA

Por José Aluísio Botelho



Resgatamos, após minuciosas pesquisas, alguns escritos de Olympio Gonzaga que se encontravam desaparecidos, dentre eles, crônicas que escreveu para seu livro não editado, Lendas do Brasil Central, transcritas na grafia original, tal como ele as concebeu, sem correções ortográficas e gramaticais, para que nossos leitores avaliem a qualidade dos textos e sua importância para a história de Paracatu.
Sobre o autor: Olympio Gonzaga foi um homem inquieto, preocupado em resgatar a história de Paracatu, através de texto históricos, crônicas, narrativas de acontecimentos verídicos (como o caso dos jagunços do vale do Urucuia em 1926), seja através de registros fotográficos. Autodidata no campo da história, com formação escolar deficiente, tinha enorme dificuldade na interpretação de textos, as vezes se confundindo com as informações obtidas, falta de didatização em seus textos, bem como apresentava dificuldades no manejo da língua portuguesa. Mas, isto não importa, até …

PIONEIROS DO ARRAIAL DO OURO 21 - BARBOSA DE BRITO

POR JOSÉ ALUÍSIO BOTELHO
EDUARDO ROCHA


Fato relevante: localizamos o testamento do capitão José Barbosa de Brito no Arquivo Municipal de Paracatu - ele testou aos 27 dias do mês (ilegível) de 1771. Na ocasião sua mulher já era falecida: "missa pela alma de minha mulher Agostinha da Costa Silva."Abaixo faremos algumas correções e acréscimos que achamos necessários à luz do novo documento.


José Barbosa de Brito. Em um documento datado de 1763, por nós compulsado, em que ele aparece como testemunha, está descrito: “José Barbosa de Brito, homem branco, casado, morador neste arraial de Paracatu, que vive de suas minas, natural da cidade de Braga, com idade de 60 anos, pouco mais, pouco menos.” Portanto, nascido por volta de 1703, em Braga, norte de Portugal. No seu testamento, ele declara ser natural da freguesia de São Vítor, Campo de Santana, cidade de Braga, filho legítimo de Manoel Barbosa e de Jerônima de Brito. Localizamos seu assento de batismo realizado aos 07/10/1703, vide …

HISTÓRIA A CONTA-GOTAS - JOSEFA MARIA COURÁ

PELA TRANSCRIÇÃO JOSÉ ALUÍSIO BOTELHO

DE ESCRAVAS À SINHÁS - JOSEFA MARIA E ROSA: NA ROTA DO DIVINO Texto de LUIZ MOTT, Antropólogo, professor da Universidade Federal da Bahia.
JOSEFA MARIA ficou na história através de um sumário de culpas que localizei na Torre do Tombo intitulado: “Para se proceder contra as feiticeiras”. Esta negra fora acusada de ser a líder e a proprietária de uma casa de cultos nas Minas de Paracatu (hoje a 200 quilômetros de Brasília), onde se realizava a Dança de Tunda, também chamada Acotundá, um ritual de louvor ao Deus da nação Courá. Segundo depoimento de algumas testemunhas que participaram de tais cerimônias, o ídolo venerado era representado “por um boneco de barro com cabeça e nariz à imitação do Diabo, espetado em uma ponta de ferro, com uma capa de pano branco, colocado no meio da casa em um tapete, com umas frigideiras em roda, e dentro delas, umas ervas cozidas e cruas, búzios, dinheiro da Costa, uma galinha morta, uma panela com feijão, moringas de á…

GENEALOGIA A CONTA-GOTAS - PIRES DE ALMEIDA LARA

Por Eduardo Rocha José Aluísio Botelho
Os Pires Almeida Lara do arraial das Minas do Paracatu tem origem em São Paulo, que de lá acorreram em busca do ouro. Os Pires e Almeidas vieram de Portugal, enquanto os Lara tem origem em Diogo de Lara, vindo de Zamora, reino de Castela no início do século dezessete. Em Paracatu encontramos um tronco desta família, porém não foi possível estabelecer, por falta de documentos, a vinculação parental, assim como se legítimos ou bastardos. Família miscigenada, esse ramo dos Pires de Almeida Lara começa com: 1- Apolinário Pires de Almeida Lara, falecido em 01-01-1851; casado com Ana Soares Rodrigues, falecida em 03-08-1862. Residentes na Rua do Calvário.
Inventário: 2ª Vara cx. 1862.

Filhos:

1-1 Félix Pires de Almeida Lara, falecido por volta de 1895; casado com Joana Cardoso do Rego, falecida por volta de 1895.

Inventário: 2ª Vara cx. 1919.

" Aos vinte e sete de dezembro de mil oito centos e trinta e seis, nesta frequesia de Santo Antonio da Manga …

TEXTOS INÉDITOS DE OLYMPIO GONZAGA - PRIMEIRA PARTE

Por José Aluísio Botelho

Olympio Gonzaga e o Mimeógrafo (lembram-se dele?, ancestral das impressoras modernas)

Olympio Gonzaga foi professor primário por longos anos, coletor federal, jornalista, fotógrafo, escritor, e por último comerciante: foi proprietário de um Armazém de secos e molhados (como se dizia à época) em Paracatu: no seu estabelecimento comercial vendia-se de tudo, desde um simples urinol até, eventualmente, automóveis.
Lá instalou seu mimeógrafo, com o qual prestava serviços à comunidade a preços módicos, inclusive cópias de seus escritos.

Fonte: Afonso Arinos na intimidade, Biblioteca Nacional do Brasil, divisão de manuscritos.

A seguir, alguns destes textos:

1) Reclame.



2) Biografia do Dr. Afrânio de Melo Franco, seu protetor político, a quem professava profunda admiração.